Nina Dobrev Brasil

Bem-vindos ao Nina Dobrev Brasil sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Nina Dobrev, mais conhecida pelo seu papel na série de TV ‘The Vampire Diaries’ como Elena Gilbert, Amara Petrova e Katherine Pierce. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, canal com vídeos legendados, galeria de fotos, entre outros. O nosso site não é afiliado de maneira alguma com Nina, sua família ou seus representantes. Não somos a Nina e não temos o mínimo contato com a mesma. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e gráficos pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos.

“O que acontece depois que você morre?” – Crítica “Além da Morte”

Publicado por na categoria Flatliners, Matéria, Noticias
18.10.2017

Em “Além da Morte” cinco estudantes médicos iniciam uma experiência para descobrir o que há depois da morte, esperando conseguir renome dentro da área. Ao parar seus corações por curtos períodos de tempo, eles disparam uma experiência de quase morte. Mas logo eles são forçados a confrontar os pecados de seus passados enquanto a investigação se torna perigosa e paranormal.

Nós já vimos esta história no clássico “Linha Mortal”, mas não pense que em “Além da Morte” você irá ver mais do mesmo, o remake trás sua própria assinatura neste filme. O diretor Niels Arden Oplev consegue nos prender do início ao fim e nos faz sentir passando pela mesma coisa que os personagens através dos planos utilizados para mostrar como é “a vida pós a morte”. Apesar da história ser um pouco corrida (mal absorvemos uma cena tensa e outro problema aparece), o roteiro não deixa ponta solta de nenhum personagem.

O elenco, porém, é o melhor do filme! O entrosamento entre eles é incrível e a química entre alguns personagens é maravilhosa, tendo o maior destaque para Ellen Page (Courtney) e Nina Dobrev (Marlo), que tem as personagens mais bem exploradas do filme e as melhores cenas de terror. Confesso que esperava mais do Diego Luna (Ray), mas quem acabou a cena roubando a cena foi a Kiersey Clemens (Sophia), que nos faz ter empatia pela personagem rapidamente.

O filme é mais um terror que te dá uns bons sustos e mostra as consequências dos erros que cometemos ao longo da vida, mas que no final passa uma boa mensagem e que nos faz refletir.
P.S.: Para quem assistiu “Linha Mortal”, tem um ótimo easter egg no filme.

Obrigada a Sony Pictures Brasil pelo convite!

Salvar

Nina Dobrev vai voltar para o final de “The Vampire Diaries”?

Publicado por na categoria The Vampire Diaries
11.01.2017

Enquanto o retorno de Nina Dobrev para última temporada de “The Vampire Diaries” tenha sido fortemente sugerido no passado, não tem nenhuma confirmação ainda hoje como o show runner entrega na final das filmagens. O presidente da  CW Mark Pedowitz ainda não revela se Dobrev irá reprisar seu papel como Elena Gilbert, mas provocou cautela na turnê de imprensa de inverno da Television Critics Association.

“A melhor maneira que posso responder, ou seja, [os produtores executivos] Julie [Plec], Kevin Williamson, o estúdio e a The CW prometem um fantástico final”, ele disse.

Os episódios de “The Vampire Diaries” que estão sendo filmados atualmente são os  13 e 14 da sua última temporada de 16 episódios.

Durante a turnê de imprensa de verão  da TCA, Pedowitz disse que já havia discussões acontecendo com Dobrev. “Nós adoraríamos ter Nina de volta. Ela foi ótima para The CW. Ela estava cheia de The Vampire Diaries”, disse ele na época. “Espero que ela esteja de volta, mas caso ela não esteja,  Julie tem planejado uma grande series finale [que irá satisfazer os fãs].”

Você acha que Nina Dobrev vai voltar antes de “The Vampire Diaries” terminar?

The Vampire Diaries retorna para episódios finais em 13 de janeiro.

David Anders revela porque Nina Dobrev ligou para ele ás 4 da manhã

Publicado por na categoria The Vampire Diaries
10.12.2016

Com apenas uma temporada restante de The Vampire Diaries, decidimos que era hora de começar a coletar as entradas do diário de todos. Toda semana durante a última temporada, a EW está pedindo para que os envolvidos com o show olhem para trás em um dos seus momentos favoritos da série. Então pegue seus lenços e junte-se a nós nesta viagem por uma pista de memória cheia de vampiros.

Esta semana, David Anders relembra Tio John…

Eu inicialmente fiz  parte porque eu já era amigo de Ian Somerholder e a oportunidade de ir para Atlanta e filmar com meu amigo soou incrível para mim. Então eu me juntei ao show para interpretar com o meu amigo Ian, mas acabou sendo a melhor escolha que já fiz como ator, porque todos eles são meus amigos para a vida e sempre serão. Eu amo todos eles. Foi um prazer absoluto brincar de vampiros com eles.

Quando recebi a notícia de que o tio John iria ser o pai de Elena, isso foi um choque para mim, visto que eu só tenho sete anos mais do que a doce e  amável Nina [Dobrev]. Eles me disseram as notícias e eles eram como, “Faça o que fizer, não diga a Nina sobre isso.” Eu não disse. Eu era um bom rapaz e quando eles finalmente disseram a Nina que isso estava acontecendo, eu me lembro que ela me ligou às quatro da manhã e de alguma forma meu telefone estava ligado e ela estava exatamente como, “O quê? Você é como um cuspe mais velho do que eu, como isso funciona?” E eu estava tipo, “Bem, eu interpreto um cara mais velho, como sempre foi o caso na minha carreira, e você interpreta alguém mais jovem, então eu acho que vai funcionar”. Essa foi uma coisa divertida para se brincar.

E na verdade, o material onde John estava sendo um pai para Elena, foi divertido para mim. Foi interessante porque eu nunca tinha sido um pai em qualquer coisa que eu já tinha feito antes, embora ele não era o pai ideal por qualquer extensão. Mas toda a minha carreira eu interpretei vilões, então isso é meio fácil para mim, então a oportunidade de interpretar algo um pouco diferente, um pouco mais leve foi um grande deleite para mim. Mas mesmo assim eu ainda estava tentando matar seu namorado.

É interessante porque todo mundo odiava meu personagem até que ele se matasse. Foi legal da parte deles dar a este personagem odiado uma morte honrosa. Foi um pouco inesperado. Ele estava finalmente se aceitando como um pai. Ele era dono de sua paternidade.

Eu acho que quando eles me ofereceram o papel, eles disseram que iria ser um arco extenso. Eu gostei de 15 ou 17 episódios ao longo de duas temporadas, o que foi bom para mim. Lembro-me de Paul Sommers, nosso maravilhoso diretor de fotografia, estava dirigindo seu primeiro episódio e ele foi quem me matou. Então esse processo foi preenchido com um monte de desculpas. Mas muitas pessoas morreram nesse episódio. Foi um episódio de morte.

John serviu seu propósito. Eu acho que era hora, embora eu estivesse realmente chateado porque é uma família tão apertada e pela primeira vez na minha vida eu estava agindo com pessoas que tinham a minha mesma idade. Eu não era o rapaz. Era como, “Hey nós somos todos parceiros aqui, cara. Vamos aprender juntos!” Eu estava triste por deixar o show, mas foi divertido enquanto durou.

Eu fiz um lobby com a [showrunner] Julie [Plec] para trazê-lo de volta. Eu estava tipo, “Você não tem que me pagar, apenas me deixe voltar para Atlanta e brincar com todos.” Ela é como, “Tio John não tinha nenhum poder sobrenatural.” Eu estava tipo, “Ele tinha um anel que o trouxe de volta dos mortos, isso é muito sobrenatural!” Ela estava tipo, “Sim, mas isso era apenas joias.” Então eu desisti de voltar ao show. O que temos, 10 episódios? Tudo bem, eu tenho 10 episódios para colocar John de volta na briga.