Nina Dobrev Brasil

Bem-vindos ao Nina Dobrev Brasil sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Nina Dobrev, mais conhecida pelo seu papel na série de TV ‘The Vampire Diaries’ como Elena Gilbert, Amara Petrova e Katherine Pierce. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, canal com vídeos legendados, galeria de fotos, entre outros. O nosso site não é afiliado de maneira alguma com Nina, sua família ou seus representantes. Não somos a Nina e não temos o mínimo contato com a mesma. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e gráficos pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos.

The Final Girls terá estreia em canal fechado

05.04.2016

The Final Girls (Terror nos Batidores em Português) finalmente terá a sua estreia no Brasil. A comédia que tem como estrela Taissa Farmiga, Malin Akerman, Alexander Ludwig, Nina Dobrev, Alia Shawkat e Thomas Middleditch terá sua estreia pelo canal fechado da HBO Plus no próximo dia 15/4 as 23h. Confira os canais de sua TV por assinatura e a programação completa abaixo:

SKY: 74 |  CLARO TV: 174 | NET: 544

PRÓXIMAS EXIBIÇÕES:

Data:                             Dia da semana                    Horário
18/04                               SEGUNDA-FEIRA                     22:05
22/04                               SEXTA-FEIRA                           00:15
24/04                               DOMINGO                                  21:25
30/04                               SÁBADO                                      10:00
01/05                               DOMINGO                                   18:25

 

 

O filme ‘The Final Girls’ ganha título brasileiro

Publicado por na categoria Filmes, Noticias, The Final Girls
06.11.2015

Finalmente, mais um filme da Nina veio para o Brasil. O filme ‘The Final Girls’ será distribuído pela Sony Pictures e terá o título de Terror Nos Bastidores. O filme está disponível para assistir no NET NOW por apenas R$9,90. Data de venda e locação nas locadoras ainda não foi divulgado.

Nina fala sobre sua vida em nova entrevista

Publicado por na categoria Entrevista, Matéria, The Final Girls
20.10.2015

Ela não para nunca! Nina nessa nova fase de sua carreira anda nos deixando bem ocupados, isso porque a cada hora uma nova entrevista é solta. Em entrevista para o site ‘Movie Hotties’, Nina fala um pouco sobre o seu mais novo filme, The Final Girls, sobre filmes de terror e sobre o que ela faz em seu tempo livre. Confira abaixo:

Então quer dizer que você está entrando para o mundo dos filmes ‘Slashers’ com The Final Girls?

Eu estou temporariamente, sim. Tem sido incrível.  Eu estou em Toronto, minha cidade natal.  Nós vamos fechar o festival com Midnight Madness. Está finalmente chegando, depois de um ano e meio de espera depois que nós filmamos. Muitas coisas emocionantes estão acontecendo.

Geralmente a personagem “vadia” é simplesmente isso, mas essa é uma personagem diferente. Com o que você se conectou nisso?

Era nisso que eu trabalhava. Todo filme de terror, mesmo eu não querendo generalizar, mas todo filme de terror tem estereótipos. E eu gostei disso, porque mesmo ela sendo a garota malvada, ela é a garota malvada não entendida que quer se explicar. Você começa a entender porque ela é do jeito que é, e ela pode não ser malvada o tempo todo, mas ela é honesta e clara e ela não censura. Mesmo assim ela não é a melhor pessoa para explicar as coisas, ela é muito lógica. Ela fala do jeito que tem que ser e isso pode ser mal interpretado. Pode parecer um pouco forte, mas a verdade é forte. Mas talvez ela deveria ser um pouco mais calma e não dizer as coisas que ela diz.

É muito legal ver uma personagem assim que cresce durante o filme, algo que é muito difícil de acontecer no gênero  terror.

Sim, eu concordo totalmente com você. E eu acho que Todd [Stauss-Schulson], josh [John Miller] e Mark [Fortin] fizeram um trabalho incrível ao transcrever isso. Eles fizeram um script único com uma história ótima e nunca foi vista. É uma tecnica nova que quebra todas as regras. Foi por isso que eu amei fazer isso, e por isso que todos nós do filme queriamos fazer parte daquilo. Foi muito emocionante fazer uma coisa nova.

Você é fã de filmes de terror? Isso é uma coisa que você gosta?

Na realidade não. Eu estivem em um programa de TV que relatava o sobrenatural e o terror por seis anos, e, agora com esse filme, quando eu não estou trabalhando nele eu quero rir, eu quero ir ao teatro e assistir Inside Out. Eu prefiro assistir dramas e filmes de ação, basicamente eu quero fazer o oposto do que eu estou trabalhando. Se eu estou filmando um filme de ação, seria a última coisa que eu gostaria de assistir. É meio que manter tudo fresco.

Você via filmes de terror quando criança?

Eu vi Scream quando foi lançado e amei na época. Mas existe pessoas que estão sempre atrás de todos os filmes de terror porque eles simplesmente amam o gênero. Não é o meu gênero favorito.

Você parece muito ocupada trabalhando na TV e fazendo filmes. Como você tem alguma folga e vai fazer alguma coisa divertida porque parece que você está constantemente ocupada.

Eu estou, mas eu definitivamente acho tempo para sair. Eu trabalho duro, mas eu também me divirto muito. Nos últimos seis anos eu estava muito presa ao meu trabalho, então nos últimos cinco meses eu tenho feito o contrário [rindo]. Eu tenho viajado e passado tempo com minha família e amigos e vendo o mundo. Eu tenho construído mais experiencia de vida, então quando eu volto a trabalhar eu tenho algo a tirar de la, eu acho que isso é importante. Tem que ter um balanço porque… Os europeus estão fazendo as coisas direito.

Eu concordo com isso. Então você tem viajado o mundo, quais são os lugares mais legais que você foi?

Você definitivamente não me segue no instagram não é? [rindo].

Eu deveria, aparentemente [rindo].

É você deveria [rindo].

Você sabe de uma coisa? Eu vou.

[rindo] Esse verão sozinha, eu acabei de voltar de Londres, Bulgaria, Saint-Tropez. Eu fui para a Nova Zelândia esse ano. Eu fiz bungee jumping e pulei de paraquedas esse ano. Eu saí com alguns koalas e tigres. Eu sou louca por essas coisas, eu viajo muito. Pu** M****, eu pulo de aviões

o quê?

É

Com quanta frequência você pula de aviões?

Não com tanta frequência, mas…

Mas você fez, isso mais do que eu já fiz.

É, é isso que eu quero dizer, quando eu trabalho duro eu me diverto muito. Quando eu estou no trabalho, eu fico focada nele e não faço nada além dele, quando eu não estou, eu literalmente vou para o lugar mais longe do planeta e me disconecto. Eu não ligo meu telefone e não respondo a ligação de ninguém. É muito frustante para as pessoas ao meu redor, porque há épocas que simplesmente desapareço. Mas é o que é.

Isso parece incrível. Agora eu realmente quero seguir você no instagram. Falando de mídias socias, o quanto involvida com isso tudo você é? Quais são as vantagens?

Eu não estava dentro disso. Eu acho que começou quando o show fez com que todos nós tivessemos Twitter. Eu nem sabia o que era naquela época e quando eu cheguei eu meio que levei um baque. E eu entendo agora. É a habilidade de alcançar muitas pessoas e passar uma mensagem, com sorte uma mensagem boa. E você pode se expressar, e as pessoas sentem que podem fazer parte do processo porque obviamente elas gostam do show, gostam de você, elas gostam de qualquer coisa que involva você. Eles querem ficar perto de você e fazer parte tanto quanto possível. E eu acho que isso é interessante, e é legal compartilhar experiências tipo como saltar de um avião, eu acho isso muito radical e estou orgulhosa disso e quero compartilhar isso. E esperançosamente inspire pessoas com notas e essas coisas. É apenas outro modo de se expressar. E o problema, e é uma coisa que eu não quero fazer, é que muitas das vezes eu posto as coisas meio tarde. Eu não quero ser a garota que está constantemente tirando fotos todo dia ao invés de estar falando com seus amigos e depois editando e postando. Eu tiro algumas fotos e depois, mais tarde eu posto elas. Eu não quero não estar com as pessoas no momento que eu estou lá.

Esse é um ponto incrível, porque é meio ridiculo parar o que você está fazendo para mandar um tweet.

Sim, eu acho que é. Eu acho que está tudo bem se desconectar e depois tirar as coisas com o tempo, e você não devia estar fazendo isso por que senão você começa a ficar muito material com as redes sociais.

O que você aprendeu com a Elena em The Vampire Diares e fazendo parte de uma coisa tão grande?

Eu aprendi muita coisas, digo, aqueles foram meus anos de formação então seria estupido dizer que eu não aprendi nada em seis anos. Eu aprendi um milhão de coisas. Eu cresci e deixei de ser uma garota para ser uma mulher. Foi fantástico. Eu senti que foi um acampamento de atores para mim, Eu tive que fazer tudo. Eu fiz efeitos visuais, aprendi sobre pós produção, mixagem, direção e sobre escrever. Foi um processo muito interessante, foi como ir para a faculdade, eu teria sido maluca se não tivesse tirado vantagem de todo essa oportunidade e ficado perto de todos, eu tenho uma família que eu nunca vou perder, vai estar na minha vida para sempre.

Você foi muito carismática naquele papel.

Obrigada.

Existem atrizes que você olhe e pense, ‘Oh elas são tão talentosas ou bonitas’ uma que você seja fã?

Eu não digo a palavra fã mas eu definitivamente tenho respeito por muitas atrizes talentosas e bonitas, é claro. Eu digo, minha amiga Julianne Hough. Ela é super talentosa e carismática e ela é angelical, voce sempre quer estar perto dela. E Shailene Woodley é incrível , Jennifer Lawrence também, a lista pode ir para frente, é muito bom estar cercada por tantas pessoas legais, elas me inspiram todo dia.

Eu também gostaria de dizer que a sua transição da pequena tela para agrande tela foi muito satisfatória.

Obrigada [rindo]. Eu estou tentando.

Olha, eu sou fã de filmes de terror e eu trabalho para um site de terror então eu vejo basicamente tudo, e o seu trabalho em The Final Girls é muito bom e tocante.

Eu acho que esses créditos vão para o Todd, o diretor, e para o josh e para o mark. Eles são realmente incríveis atras daquilo. Eu só sou uma fantoche.

Bom, voce é um fantoche incrível.

Eu aprecio isso, e foi por isso que eu quis fazer esse filme, porque, mesmo tendo o efeito do terror, também tem coração e comédia ligadas a ele.

O que vem próximo para você?

Eu ainda ão posso anunciar, mas eu estou muito ansiosa para falar sobre isso em breve, mas até la voces terão que esperar.

Bom, foi um prazer falar com você.

Obrigada, falo com você em breve.

 

 

 

 

Nina fala sobre “The Final Girls” e sua carreira em entrevista

13.10.2015

Nina deu uma entrevista ao site Collider, onde falou sobre The Final Girls, sua experiência com The Vampire Diaries e deixou no ar a possibilidade de estar em um novo projeto além de “Arrivals“, confira a entrevista traduzida pela nossa equipe.

The Final Girls é uma não convencional comédia de terror centrada em Max, uma estudante de ensino médio, que é misteriosamente transportada com seus amigos para o filme de terror dos anos 80, para o Camp Bloodbath, que a mãe de Max estrelou. Presos dentro do filme, Max se reúne com sua mãe, quem ela perdeu na vida real e junto com seus amigos, eles tem que sobreviver ao assassino psicopata, assim achando uma forma de voltar para casa. Durante essa entrevista exclusiva por telefone com o Collider, a atriz Nina Dobrev (que interpreta a garota malvada com um coração Vicki) falou sobre como ela se tornou parte de The Final Girls, a visão do diretor, o que ela pensa que mais vai surpreender as pessoas sobre o filme, quanta diversão o elenco teve e quais filmes ela gostaria de participar e interagir com os personagens. Também falou sobre como é importante o balanço entre a vida de trabalho e a pessoal, suas atuais metas, onde ela pode estar indo e o que passar seis anos em The Vampire Diaries significou para ela.

 

Collider: Como aconteceu? Eles te convidaram para o filme?

Nina Dobrev: Me enviaram o script junto com alguns curtas do diretor. Ele tinha feito alguns curtas e ele é um jovem cineasta tão talentoso, com uma ótima visão, perspectiva única e uma fantástica abordagem. Assim que vi os curtas e li o script eu fui capaz de visualizar como o filme seria e eu estava bem animada com isso. Ele é jovem e ambicioso. Ele realmente queria fazer um ótimo filme e eu queria ser parte dele. Eu gostei da Vicki porque ela é a garota malvada, mas ela é incompreendida e no final aprendemos a amar e entendê-la. Eu nunca tive essa oportunidade antes. E geralmente a garota malvada é simplesmente malvada, então eu estava animada por achar uma que tinha coração e um pouco de tristeza. Ela realmente passa por algo que é compreensível e eu acho que foi bem divertido. O script era divertido e único. É desafiante e interessante pra mim trabalhar em projetos que são únicos e não convencionais. Estou tão entediada de ver o mesmo material reciclado.

 Esse filme é bem diferente e provavelmente soou totalmente doido no papel. Quando você leu o script, você imediatamente entendeu como seria ou teve alguma dúvida?

Por isso que foi bom eles terem me mandado os curtas do Todd antes e eu imploro a você que vá ao site dele e veja porque eles estão disponíveis para serem assistidos de graça. Quando você assiste um chamado “Ali’s Fair” e você vê como ele fez, você pode visualizar como o filme vai ser. Se eu não tivesse visto, eu teria ficado “Espera, o que? Eu não entendi.” Mas eu assisti o curta, então eu imediatamente entendi. E claro, eu tive milhões de perguntas quando cheguei lá, o que sempre tem.

 Por ser uma mistura de tons e abordagem para a história, é um desafio descrever esse filme para as pessoas, especialmente sem dar spoilers. O que você acha que mais vai surpreender quem decidir assistir?

Acho que o que mais vai surpreender no filme, é que seja lá o que eles esperem que vá acontecer, não vai. Acho que vão se surpreender em como nada é da forma que eles esperavam. Tentar explicar sobre o que é o filme é um desafio porque muito acontece e são vários gêneros em um, com tantos elementos. Nada é como assistir o filme. Eu acho que é para vários diferentes tipos de pessoas, não importa o que você gosta, tem um pouco de algo que todo mundo gosta na mistura de gêneros.

 Há dois grupos de amigos na história – os que são personagens do filme e os que vão parar dentro do filme. Vocês tiveram tempo para se conhecer, amadurecer essas relações antes de filmar?

Sim, nós tivemos uma semana antes de filmar. Nós ficamos em Baton Rouge na Louisiana, mas não na cidade. Estávamos há 20 milhas do Baton Rouge, nos arredores. Tirando a Subway que fechava as 17:00, a academia na casa que estávamos ficando, que fechava as 22:00, não tinha nada para fazer, então ficávamos conversando o tempo todo. Além disso, nós realmente gostamos bastante um do outro, então nós conversávamos, jogávamos e fazíamos churrasco. Nos tornamos bons amigos e acho que continua dessa forma. Foi muito bom ter aquele tempo junto.

 No filme dentro do filme, há um maníaco assassino. Quando ele estava no set indo atrás de todos, aquilo ficou um pouco assustador ou vocês riam disso?

Bem, ele não ficava sempre com a mascara. O rapaz que estava interpretando Billy era bem doce, tímido e legal, com um rosto bonito. Ele não era intimidador ou assustador, mas ele era bem alto e forte. Você definitivamente precisava olhar pra cima para falar com ele.

Se você pudesse entrar em qualquer filme e interagir com os personagens, tem algum que você gostaria de entrar?

Sim, acho que tem alguns filmes que eu entraria. Tem tantos filmes. Se eu ainda tivesse 15 anos, eu diria “Entrevista com o Vampiro” pelo Brad Pitt, ou “Clube da Luta”, “Troia” pelo mesmo motivo ou qualquer filme do Brad Pitt. Me contrate!

 A única coisa que fica evidente olhando sua vida nas mídias sociais é que você está tendo um tempo para aproveitar, viver a vida e ficar com seus amigos. É algo que é realmente importante pra você, especialmente desde que você saiu de uma série de TV onde você estava trabalhando bastante por anos?

Sim, eu acho que é importante. Eventualmente deve haver um balanço. Pessoas veem os europeus de exemplo como balanço entre trabalho e diversão. Você deveria trabalhar para viver, não viver para trabalhar. Eu definitivamente trabalhei por alguns anos e eu estou aproveitando agora que tenho um tempo livre. Mas na verdade estou voltando a trabalhar. Acho que é importante relaxar e não pensar só em negócios o tempo todo. Você vai olhar pra trás e se arrepender depois, se você não aproveitar sua juventude e disponibilidade para viajar. É algo que te da inspiração para interpretar seus personagens, sua vida e seu desenvolvimento como ser humano.

 Se você está voltando a trabalhar, você já sabe o que estará fazendo em seguida?

Eu sei. Mas não estou autorizada a falar sobre agora.

Você poderia, em algum ponto entrar em outra série de TV, especialmente se for uma minissérie ou fazer participações em alguma?

Isso faz parte do que eu não posso falar sobre.

Você já disse que tem cabeça para negócios, mas objetivos mudam conforme você envelhece. Então nesse ponto da sua vida e carreira, quais são seus objetivos para o trabalho?

Não é uma coisa em particular porque há tantas coisas diferentes que você pensa no dia a dia. Eu amo filmes de época e séries de TV. Eu amo comédia. Ultimamente, eu tenho realmente aproveitado a experiência e as pessoas. É divertido sorrir ao invés de chorar e correr de vampiros e assassinos o tempo todo. Depende do material, do diretor e do elenco. É muito circunstancial, mas é bom ser desafiador. Eu quero continuar evoluindo e continuar sendo inspirada e assustada. Eu sinto como se você não tem medo de algo, você não deveria fazer. Se você está apenas se arrastando pelas coisas, qual é o sentido? Você não está aprendendo.

 Você foi tão boa em The Vampire Diaries e ótima interpretando uma variedade de personagens na série. Como a experiência te mudou como uma atriz?

Foi uma ótima experiência de aprendizado. Eu geralmente digo que foi como um acampamento para atores. Eu tive que fazer de tudo. Tive experiência de vários personagens, fazer efeitos visuais, efeitos práticos, cenas de perigo, ação, comédia e exercitar cada músculo que eu podia no mundo da ação. Eu posso dizer que se você me desse qualquer papel, eu poderia fazer sem problemas. De agora em diante, eu estou pronta para tentar tudo e ter essa oportunidade.

 Em um tempo onde séries não ficam no ar tanto tempo como The Vampire Diaries está, quando você olha para trás, no tempo que você passou na série, o que significa pra você e quais memórias vão ficar com você?

É doido quando você pensa sobre isso. Foi um longo tempo e ótimo. Foram meus anos de formação, eu ganhei experiência com um grupo maravilhoso de pessoas, em uma situação única e em um lugar único. Eu olho pra trás com um sorriso no rosto. Foi um período tão bom da minha vida e eu não podia estar mais agradecida.  Eu sou realmente sortuda por ter todas essas pessoas e toda essa experiência na minha vida.

The Final Girls pode ganhar uma sequência, dependendo de seu desempenho

Publicado por na categoria Matéria, Noticias, The Final Girls
11.10.2015

Nesta última sexta-Feira (09/10), O diretor Todd Strauss-Schulson divulgou ao site Bustle, informações de uma possível sequência para ‘The Final Girls‘, veja abaixo o discurso do mesmo:

        “Quando eu cito que ‘The Final Girls’ é uma comédia de terror sobre um grupo de amigos de dias modernos no ensino médio que estão de alguma forma transportados dentro de um filme de terror dos anos 80, e que as estrelas de ‘American Horror Story’ (Taissa Farmiga), ‘The Vampire Diaries’ (Nina Dobrev), ‘Silicon Valley’s’ (Thomas Middleditch), ‘Workaholics’ (Adam Devine), ‘Arrested Development’ (Alia Shawkat e Malin Akerman), você provavelmente vai ter duas perguntas para mim. Primeiro, você vai querer saber quando e onde você pode assistir a este filme, porque soa incrível. E segundo, você vai estar morrendo de vontade de saber se não vai ser um único filme de ‘The Final Girls’ porque, novamente, parece incrível. Então, para responder à primeira pergunta, você pode assistir ‘The Final Girls’ nos cinemas a partir de 09 de outubro. Quanto à segunda pergunta… bem, a resposta para essa pergunta não é tão simples.”

Ao falar na estréia mundial do filme em Austin, Texas, O roterista MA Fortin revelou que ele e outro escritor do filme, Joshua Miller, tiveram longas discussões sobre uma possível continuação e que isso pode implicar, visto que o fim do filme (Spoiler!) aponta para uma continuação em que os personagens são sugadas para dentro do acampamento Bloodbath 2. Ainda assim, é preciso mais do que apenas escritores para fazer um filme. Felizmente, o diretor Todd Strauss-Schulson está a bordo também. Durante um Q&A (Perguntas e Respostas) no Toronto Film Festival, Strauss-Schulson tinha a dizer quando perguntado sobre um segundo filme:

“A sequência começa quando você e todos os seus amigos aparecem no cinema em 9 de Outubro, e hashtags promovendo ‘The Final Girls’ e por fim  convencer Sony de gastar dinheiro em uma continuação! Cabe a você e nós todos queremos fazer dar certo! Nós amamos uns aos outros, pensamos. Você tem que dizer a esses adultos brancos de meia-idade que eles devem ajudar a fazermos isso “

Assim, os escritores estão onde o diretor se encontra, e de acordo com Strauss-Schulson, o resto do elenco do filme e tripulação também. Pelos sons do mesmo, uma sequência é inteiramente dependente do desempenho de bilheteria do filme. Se o filme faz um monte de dinheiro e prova-se rentável, então é provável que a Sony pense em uma sequência. Se isso não acontecer, bem, então esta pode ser o final de ‘The Final Girls’. Mas se a história é qualquer indicação, o filme deve fazer muito bem.